sexta-feira, maio 21, 2010

Você.

Você.
Você é meu sinônimo de amor, é minha hipérbole, minha realidade vestida de ilusão.
Você é minha definição de felicidade, é meu êxtase. Tão viciante como uma droga, e tão saudável quanto o sol.
Você é a luz que ilumina minha vida, é o caminho que eu escolhi, é o mar no qual eu quero me perder e me afogar.
Você apareceu de repente, como um meteoro. Caiu em mim, me fez abrir os olhos. Mas talvez você sempre tenha estado lá. É que meu medo do desconhecido me impediu de te enxergar.
Às vezes acredito que você seja um fruto da minha imaginação. Algo criado por minha mente insana, quando esta já cansada, não acreditava mais existir alguém como você.
Você me completa. Quando estou triste, me faz sorrir. Você me fascina. Você é a melhor parte da minha vida.
Você me deixa vulnerável. Você me enlouquece. Você me faz tremer, faz meu coração parar.
Você é, simplesmente, você.
E eu agradeço a cada dia por, finalmente, te ter aqui.
Por eu ter percebido o quanto eu amo você.

2 comentários:

  1. own! que baboseira.
    estar apaixonada é um treco estranho, todo mundo começa a pensar igual!
    será a paixão um sentimento universal que faz qualquer um ser igual ao outro?
    talvez... só sei que já pensei assim, e já acabou. e talvez um dia eu pense de novo. num sei.
    muito bom o texto amiga.
    e felicidades pra você e o seu você. ;*

    ResponderExcluir
  2. Te amo linda(nada mais nada menos =P)

    ResponderExcluir